Menu fechado

Entrevias combate queimadas com operação Corta Fogo

Reforço no monitoramento das margens de rodovias ocorre durante o período de maior incidência de fogo, entre julho e setembro

Sertãozinho, 24 de junho. A Entrevias Concessionária de Rodovias intensifica o monitoramento das rodovias que administra, nas regiões de Marília e Ribeirão Preto, para combater queimadas e incêndios no período de maior incidência, entre julho e setembro. A ação integra a Operação Corta Fogo, que é coordenada pela Artesp (Agência de Transportes do Estado de São Paulo), com apoio das concessionárias que operam no Estado.

O período de julho a setembro é marcado pelos dias mais secos e frios, o que contribui para a estiagem e a propagação de incêndios. Além dos impactos na vegetação e animais silvestres, a fumaça gerada pelo fogo compromete a visibilidade dos condutores, aumentando os riscos de acidentes.

Em 2021, a Concessionária atuou em 183 ocorrências nos 299 quilômetros de rodovias na região de Ribeirão Preto, uma incidência expressivamente menor, comparada a 2020, quando a empresa registrou 358 focos. As rodovias com mais históricos de queimadas nesta região são a Anhanguera (SP-330), a Prefeito Antônio Duarte Nogueira (SP-322) e Alexandre Balbo (SP-328), além da SPA-325/322 – Avenida Bandeirantes, próximo ao campus da USP.

Na região de Marília, em 2021, foram 203 casos de queimadas, ante 170 em 2020. No trecho Sul, os perímetros urbanos da SP-294 e da SP-333 costumam concentrar os casos, além do trecho de serra Marília-Assis.

De acordo com o levantamento da Artesp, feito com informações das concessionárias, em 2021, foram registradas e atendidas 8.174 ocorrências de queimadas, das quais 5.524 (67%) aconteceram no período entre junho e outubro.

Intensificação

Durante a operação Corta Fogo, a Entrevias vai redobrar a atenção para prevenir e combater as queimadas. As viaturas que fazem a inspeção de tráfego em todo o trecho concessionado levam nos veículos abafadores para iniciar o combate a pequenos focos de incêndios. Em pontos estratégicos, a Entrevias mantém caminhões-pipa de prontidão para o combate ao fogo. Há, ainda, interação com o Corpo de Bombeiros para casos de incêndios de grande proporção.

Além do combate direto, a Entrevias vai veicular mensagens educativas e alertas nos painéis de mensagem eletrônica das rodovias e banners da campanha no site da Concessionária, como forma de conscientização.

Queimadas

Uma das principais causas de queimadas que atingem a vegetação às margens das rodovias são as pontas de cigarro jogadas dos veículos. Em contato com a vegetação seca, as “bitucas” bastam para iniciar um incêndio.

Outras causas são a queima de lixo, fogueiras ou a utilização de fogo para limpeza de mato em terrenos ou fins agrícolas, de forma não autorizada. Nas faixas de domínio das rodovias, boa parte dos focos é provocada pela própria população vizinha à estrada, principalmente nas áreas mais próximas aos aglomerados urbanos.

Segurança

A incidência de fogo às margens da rodovia compromete a segurança dos motoristas. A fumaça prejudica a visibilidade, mesmo durante o dia, e pode provocar colisões traseiras. Ao avistar indícios de queimada em áreas próximas à rodovia, o motorista pode acionar o atendimento da Entrevias pelo 0800 3000 333. O motorista deve fechar os vidros, manter distância segura do veículo da frente, trafegar com farol baixo aceso e não parar na faixa de rolamento.

Sobre a Entrevias Concessionária de Rodovias 

A Entrevias Concessionária de Rodovias é responsável pela operação, manutenção e modernização do lote Rodovias do Centro-Oeste Paulista, com 570 quilômetros no eixo entre Florínea, na divisa com o Paraná, e Igarapava, na divisa com Minas Gerais. O contrato de concessão assinado com o governo do Estado de São Paulo por meio da Artesp prevê investimentos de R$ 3,9 bilhões na restauração de rodovias, ampliação da malha viária e implantação de tecnologias e inovações que contribuem para prestação de serviços de alta qualidade aos usuários. Visite o site da empresa: www.entrevias.com.br.

 

Canal de Ética e Privacidade