Menu fechado

Entrevias inicia a duplicação de mais um trecho da SP-333

Obra de Echaporã a Assis tem 16 quilômetros e trabalho intenso de preservação ambiental

A Entrevias começa nesta semana a duplicação de 16 quilômetros da Rodovia Rachid Rayes (SP-333) entre Echaporã e Assis. Assim, a concessionária dá continuidade às obras de duplicação em andamento em 48 quilômetros da rodovia entre Marília e Echaporã. Ao final das obras – previstas para setembro de 2022, os motoristas terão 64 quilômetros de pista dupla entre Marília e Assis, beneficiando o tráfego de cerca de cinco mil veículos por dia.

A nova etapa da duplicação está entre os quilômetros 385 e 401 da Rachid Rayes e aguardava a licença ambiental e aprovação do projeto pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp). A duplicação da SP-333 vai dar aos motoristas maior segurança e conforto nas viagens e beneficiará o escoamento de produtos industriais e safras agrícolas, favorecendo o desenvolvimento econômico das cidades do entorno.

Investimento
A Entrevias vai investir R$ 68 milhões nesta etapa da duplicação, onde será construída uma nova pista com duas faixas de rolamento, acostamento e separada da via atual por canteiro central. A obra prevê também a construção de três dispositivos de retorno e acessos e um amplo projeto de preservação ambiental. E neste momento, 110 profissionais trabalham para a realização desse novo trecho.

Meio Ambiente
A obra interceptará a Floresta Estadual e a Estação Ecológica de Assis, classificadas como Unidade de Conservação, áreas de extrema importância ambiental. “Para redução de qualquer impacto ambiental a concessionária desenvolverá diversos programas como, por exemplo, um trabalho de proteção da fauna e da flora, monitoramento da qualidade das águas, gerenciamento de resíduos sólidos e toda a parte de comunicação social”, explica Marcelo Danelucci, coordenador de Meio Ambiente da Entrevias.

O projeto de preservação foi apresentado e aceito pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), Polícia Florestal Estadual e Instituto Florestal. “A participação da equipe do meio ambiente foi fundamental para o projeto dessa obra, uma vez que proteger as áreas de preservação ambiental é nossa prioridade. Levaremos mais segurança e qualidade de rodovia, porém, com todo cuidado ambiental necessário”, afirma Mauro França, diretor de Engenharia da Entrevias.

De Júlio Mesquita a Marília
Simultaneamente, outro trecho de duplicação segue em fase final, com mais de 80% dos trabalhos concluídos. São 19 quilômetros da Rodovia Dona Leonor Mendes de Barros (SP-333) entre Júlio Mesquita e Marília (do quilômetro 295 ao 314).

Canal de Ética e Privacidade