Menu fechado

Entrevias começa a equipar rodovia em duplicação na região de Marília

Trecho receberá itens de segurança viária e outras obras estruturais para garantir qualidade e experiência segura ao usuário   

 

A Entrevias Concessionária de Rodovias começa a implantar na próxima semana equipamentos de proteção e segurança no trecho de 19 quilômetros que está em duplicação na SP-333 (Rodovia Dona Leonor Mendes de Barros), entre Marília e Júlio Mesquita. O trecho está em fase final de pavimentação e, portanto, já tem condições de receber a defensa metálica. Os serviços de recomposição vegetal também estão em andamento. Com a ampliação da rodovia, o tráfego de veículos ganhará uma nova concepção de segurança e mobilidade.

Marília-Echaporã

Nos 48 quilômetros de duplicação da SP-333 entre Marília e Echaporã, as obras contemplam passagens inferiores que permitem retornos ou acessos subterrâneos nos quilômetros 356, 369 e 370. No km 356, os serviços de fundação da obra de arte  já foram concluídos e agora serão executados os apoios que sustentarão as vigas e posteriormente a laje. Essa passagem dará acesso a Oscar Bressani aos motoristas vindos de Assis.

No quilômetro 369 foi construído um desvio lateral temporário para o tráfego da rodovia que exige mais atenção dos motoristas. Neste ponto, a Entrevias começou a escavação para a fundação de outra passagem inferior. Esta obra permitirá o retorno de motoristas que trafegam no sentido Assis-Marilia. E, no km 370, as obras para desviar o tráfego também tiveram início para possibilitar a execução da passagem inferior.

A Entrevias orienta os usuários a diminuir a velocidade e respeitar a sinalização instalada em todo o trecho de obras.

Cronograma

"As obras seguem dentro do previsto. Os benefícios aos usuários serão de mais segurança, qualidade de pista e otimização do tempo da viagem. O motorista terá uma estrutura igual às melhores rodovias do país", ressalta Eugênio Santos, gerente de Obras da Entrevias.

São mais de mil colaboradores atuando nesta fase do cronograma de obras da Concessionária. O investimento é de aproximadamente R$ 275 milhões, conforme o previsto no contrato de concessão assinado com a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo).

Canal de Ética e Privacidade