Menu fechado

Acidentes em pista molhada têm redução de 73% em dezembro

Na contramão da estatística, mês apresentou maior índice de precipitações em cinco anos em rodovias administradas pela Entrevias 

Sertãozinho, 13 de janeiro de 2021. O trabalho operacional da Entrevias Concessionária de Rodovias refletiu na redução de aproximadamente 73% nos acidentes com causa provável de “chuva ou pista molhada”, em dezembro de 2020 na comparação com o mesmo período de 2019.  Esse dado demonstra os resultados referentes a limpeza das calhas de drenagem, que impedem o acumulo de água na rodovia, que gera a aquaplanagem e possíveis acidentes, além do programa “Vida em Movimento”.

Com a instabilidade do tempo, que teve início principalmente em dezembro do ano passado, ocasionando pancadas de chuvas, o motorista que vai trafegar pelas rodovias precisa certificar-se do funcionamento dos equipamentos de segurança do veículo e redobrar os cuidados na direção. Somente dezembro de 2020, em Ribeirão Preto, choveu em torno de 450mm, segundo dados do departamento de engenharia, meio ambiente e faixa de domínio. Muito além de 2019, que esteve próximo de 180mm. E ainda, a média de 2015 a 2019 foi em torno de 150mm no último mês do ano. Ou seja, triplicou a quantidade de chuva em relação a média dos últimos 5 anos.

“A redução de acidentes em um período de chuva intensa, como foi  o exemplo, é resultado dos investimentos que tornam as rodovias mais seguras e com boa infraestrutura e prestação de serviço com atendimento aos usuários – entre atendimento de emergência, socorro mecânico e guinchamento, além de campanhas de conscientização. Sabemos que a direção segura também contribui para redução de acidentes”, completa Fábio Ortega, gestor de segurança viária da Entrevias.

Outra recomendação aos usuários é que antes de pegar a estrada o motorista deve checar as condições dos pneus, das lanternas, palhetas do limpador, limpeza e condições do para-brisa.

“Em dias de chuva, o tempo de resposta da frenagem é mais demorado, o que pode ser agravado se algum pneu estiver ‘careca’. O motorista também deve considerar seus próprios limites. Se a visibilidade for pouca, o melhor é fazer uma parada na viagem em postos de combustíveis ou nos SAUs (Serviço de Atendimento ao Usuário)”, completa.

As rodovias administradas também estão equipadas com tachas delineadoras posicionadas no meio e nas laterais da rodovia para indicar a largura da pista; Placas refletivas para sinalizar trecho em obras, informações educativas e regulamentações; Faixa de sinalização horizontal, Painéis de Mensagens Variáveis para informar sobre tráfego e condições da via, rede wi-fi para contato com a Concessionária e 380  câmeras de alta resolução que ajudam o monitoramento feito pelo CCO (Centro de Controle Operacional).

Canal de Ética e Privacidade